×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 311
Imprimir esta página

O centro

Caracterização do Centro das Humanidades – CEHU.

A Unidade Acadêmica do Centro das Humanidades – CEHU, é lotada no Campus Reitor Edgard Santos da Universidade Federal do Oeste da Bahia – UFOB, no município de Barreira-BA. Alberga os cursos de bacharelado em Administração, Direito, Geografia, História e Interdisciplinar em Humanidades e as licenciaturas em História e Geografia. Extremamente atuante na dimensão da extensão universitária, sendo esta uma característica marcante de suas ações perante a sociedade. Na dimensão da pesquisa e formação continuada, atualmente possui três programas de pós-graduação stricto sensu, em nível de mestrado, sendo um com formação profissional, em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação – PROFNIT, e dois com formação acadêmica, um na área de Ensino - PPGEns e outro nas áreas de Ciências Humanas e Sociais – PPGCHS.

O CEHU tem em sua gênese três abordagens de caracterização de sua identidade que refletem com propriedade sua comunidade acadêmica. O CEHU é pautado na transdisciplinaridade científica, na diversidade social e na pluralidade cultural.

A transdisciplinaridade significa atravessar todas as disciplinas e ultrapassá-las necessariamente naquilo que elas têm de particular para alcançar o que elas revelam ter em comuns na atividade do sujeito em formação de seu ser. A concentração num ambiente acadêmico de formações acadêmicas, científicas e intelectuais de uma gama múltipla nas áreas das ciências humanas e sociais, faz do CEHU uma Unidade Acadêmica da mais ampla transdisciplinaridade, sem fronteiras disciplinares e indo além daquilo que é, e nesse aspecto reside a infinitude das possibilidades no concerne outras fontes e níveis de conhecimento na formação do ser.

A diversidade é a expressão de opostos. O CEHU reconhece que a diversidade é a (res)significação do diverso, não se constituindo como um mosaico harmônico, mas um conjunto de opostos, divergentes e contraditórios. A diversidade é o resultado das trocas entre os sujeitos, grupos sociais e instituições a partir de suas diferenças, mas também de suas desigualdades, tensões e conflitos. O diverso, o é o aceito no meio social do CEHU, e isso o caracteriza enquanto Unidade Acadêmica aberta ao encontro de novos significados sociais que voltam-se à transformação do ser com base no outro.

A pluralidade é fruto de um longo processo histórico de inserção entre aspectos políticos e econômicos, no plano nacional e internacional. Esse processo apresenta-se como uma construção cultural de alta complexidade, historicamente definida e redefinida continuamente em termos nacionais, apresentando características regionais e locais. Coexistem no CEHU culturas singulares, ligadas a identidades de origem de diferentes grupos étnicos e culturais, de membros de uma comunidade de diferentes regiões do país. Essa composição cultural tem se caracterizado por plasticidade e permeabilidade, incorporando em seu cotidiano a criação e recriação das culturas de todas as pessoas que formam esta Unidade Acadêmica, desenhando uma identidade uníssona. Nesse entrelaçamento de influências recíprocas, pautadas pela pluralidade, configura-se a permanente elaboração e redefinição da identidade do ser, em sua complexidade.

O resultado desta essência do CEHU é a formação contínua de sujeitos com um olhar humano voltado à sociedade em que se insere. O CEHU é mais do que uma Unidade Acadêmica, é a mais ampla expressão das individualidades de cada ser que o compõe, e é este ser, um sujeito transdisciplinar, diverso e plural.

 

 

Histórico 

Para resgatar este histórico temos que preliminarmente abordar três cenários que antecedem a criação do Centro das Humanidades. O primeiro reporta-se ao legado do Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável – ICADS, órgão da Universidade Federal da Bahia - UFBA, que por força de lei, foi incorporado à nova Universidade com todo seu acervo material, formal e de pessoal. 

Do legado do ICADS nasce o embrião do Centro das Humanidades, já nasce falante, polissêmico e controvertido, pois, além da História, da Geografia e do Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades, recepciona e agasalha o Bacharelado em Administração, de uma decisão política e não científica, a qual avalizou esta reunião de áreas distintas, que por si só, não se consolidam como sendo única e particularmente as “Humanidades”.

Nesta perspectiva do estado herdado temos que o legado nos proporcionou numa síntese apertada o seguinte acervo: 30(trinta) docentes das várias áreas do conhecimento; 05(cinco) Cursos de Graduação: História (Licenciatura), Geografia (Licenciatura e Bacharelado), Administração(Bacharelado), e,  Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades (Bacharelado); 01(uma); 05(cinco) Laboratórios -  transferidos do ICADS (Ensino, Pesquisa e Extensão): LEPGEO – Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Geografia Escolar; LIFE – Laboratório interdisciplinar de Formação de professores; Grupo PET- Humanidades; Laboratório de Solos e o Laboratório de Geoprocessamento.

No eixo da legalidade, o Centro das Humanidades da Universidade Federal do Oeste da Bahia foi criado oficialmente através da Portaria nº. 45/2014, editada em 28/02/2014 e no mesmo dia teve seu primeiro Diretor Pró-tempore, Prof. Dr. Prudente Pereira de Almeida Neto que foi nomeado através da Portaria nº 46/2014, ambas emanadas da Magnifica Reitora Pro tempore da UFOB.

A posteriori os atos administrativos se multiplicaram sendo importante registrar os seguintes:

  1. Composição Estrutural do Centro das Humanidades – se deu a partir de requerimento da Direção do Centro das Humanidades datado de 26/03/2014, solicitando a Reitoria da UFOB nomeação dos cargos: de Vice-diretor, Coordenador Geral dos Núcleos Docentes, bem como a nomeação do Coordenador do Curso do Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades. Em 1º/04/2014 através de Portarias de 04/04/2014 a Magnífica Reitora da UFOB nomeou os Professores: Bruno Casseb Pessoti Vice-Diretor Pro tempore, Enio Sugyama Junior Coordenador Geral dos Núcleos Docentes e Flávio Dantas Martins como Coordenador do Curso de Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades;
  2. Lotação do Corpo docente da UFOB nos respectivos Centros – se deu a partir da Portaria nº 115/2014 de 16/04/2014 da Magnifica Reitora Pro tempore na qual 30(trinta) docentes foram inicialmente lotados no Centro das Humanidades;  
  3. Formação e Instalação do Conselho Diretor do Centro das Humanidades – se deu a partir da emissão da Portaria nº 11/2014 de 23/05/2014 do Diretor Pro tempore do Centro das Humanidades, sendo instalado oficialmente em 27/05/2014. Ressalta-se que foi o primeiro Conselho Diretor a ser instalado na Universidade Federal do Oeste da Bahia;
  4. Alteração na estruturação do Centro das Humanidades – se deu através da renúncia formal do Prof. Bruno Casseb Pessoti ao cargo de Vice-Diretor Pro tempore em 06/08/2014 e respectiva nomeação do Prof. Alex Alvarez Silva para ocupar a respectiva vacância a partir de 1º/09/2014;
  5. Criação dos Núcleos Docentes e da CGND – se deu através de aprovação pelo Conselho Diretor do Centro das Humanidades na primeira reunião ordinária de dezembro/2014, na qual 05(cinco) Núcleos docentes foram oficialmente criados, homologados e registrados em Portarias: Núcleo Docente de História (08 docentes), Núcleo Docente de Geografia( 11 docentes), Núcleo Docente de Ciências Sociais Aplicadas (09 docentes), Núcleo Docente em Letras Linguística e Artes (07 docentes), e, o Núcleo Docente Interdisciplinar em Humanidades( 08 docentes).

Atualmente, essa organização foi refeita através do Regimento Geral da UFOB. O Centro das Humanidades conta com 79 docentes de diversas áreas, 05 Técnicos-administrativos (quatro Assistentes Administrativos e um Técnico em Assuntos Educacionais) e  alunos matriculados em 2019.2.

 

 

Organograma do CEHU

 

 

 

 

Última modificação em Sexta, 07 Agosto 2020 13:12

Entre para postar comentários